BLOG

O que é a compensação de carbono? A gente te explica!

By em

articles/Meu_projeto_-_2022-03-31T123153.107.png

No mundo de hoje, com a globalização e as indústrias funcionando a todo vapor, é praticamente impossível nossas ações diárias serem livres de emissão de carbono na atmosfera. Diariamente, seja através dos carros, transportes públicos ou indústrias, o uso de combustíveis fósseis (derivados de petróleo, carvão mineral, gás natural) faz parte da rotina mundial, e gera a emissão de CO2 (dióxido de carbono) no meio-ambiente.

Esse gás é o principal responsável pelo aquecimento global, através do efeito estufa. 

O efeito estufa é basicamente a interação entre a radiação solar e os gases presentes na atmosfera. Os gases do efeito estufa, ao interagir com a radiação solar, absorvem essa radiação e passam a emitir para a superfície terrestre a radiação infravermelha, mais conhecida como o calor. Portanto, quanto maior a quantidade de gases do efeito estufa (GEE) na atmosfera, mais acontecerá essa interação e mais calor será emitido para a Terra.

Buscar formas e alternativas de minimizar essa emissão de CO2 demasiada na atmosfera é uma das pautas crescentes de hoje, e governos mundiais, empresas e instituições estão se mobilizando para inibir, neutralizar ou minimizar a emissão desses gases que geram o aquecimento global. 

Algumas formas de isso ser realizado é através do uso de energias renováveis, reciclagem, reutilização da água, um menor e mais consciente uso de energia. Um mundo mais sustentável e sem produção demasiada de CO2 deve passar por mudanças, e a principal delas é a diminuição do uso de combustíveis fósseis e a adesão de tecnologias energéticas nos processos industriais, humanos e capazes de reduzir o volume de carbono. 

A compensação de carbono foi uma forma que encontraram para neutralizar o CO2 emitido inevitavelmente pelas atividades humanas. Mas o que é isso e como isso funciona? A gente te ajuda a entender! Bora lá?

Como já dito anteriormente, é praticamente impossível nossas ações diárias não emitirem carbono na atmosfera. Empresas podem adotar todas as ações de redução, mas ainda sim suas atividades irão emitir gases do efeito estufa. Porém, isso pode ser compensado através da compensação de carbono. 

A compensação de carbono funciona através de créditos de carbono. Hoje em dia existe o mercado de carbono. Ele atua através de quem gera créditos de carbono ao reduzir emissões (realizando atividades de redução de carbono, como conservação das florestas, reciclagem, compostagem, uso de biogás, energias renováveis e etc), e quem necessita compensar as emissões residuais de suas atividades.

Para essa compensação ser realizada, é necessário comprar créditos de carbono de uma outra instituição ou diretamente de um projeto que reduza a emissão desses gases. 

Os créditos de carbono são gerados por projetos que minimizem ou captam os gases do efeito estufa do meio-ambiente. 1 crédito de carbono refere-se a compensação ou captação de 1 tonelada de CO2 na atmosfera em um período pré-determinado. É um certificado que comprova a responsabilidade e comprometimento ambiental de uma empresa ou projeto.

Agora na TERRAL é possível você compensar o carbono emitido inevitavelmente por toda a nossa cadeia de produção. Mas como?

Nossos clientes têm a possibilidade de contribuir para que essa compensação seja realizada através da compra de créditos de carbono (são baratinhos e aparecem ao você realizar o pedido em nosso site), que serão revertidos em projetos de reflorestamento no Acre e compostagem ambiental em Minas Gerais. 

Nós buscamos diariamente formas de minimizar ao máximo o nosso impacto na natureza em todas as esferas de nossa produção e caminhos até você, o nosso importantíssimo consumidor final! Acreditamos que a melhor forma de promover o autocuidado é cuidando também do nosso planeta e da nossa exuberante natureza.

Gostou do conteúdo e deseja compartilhar suas dúvidas e observações? Manda pra gente porque para nós essa troca é muito importante!


Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados