BLOG

Bem-estar como Necessidade Básica

By em

articles/photo-1629260606767-d6468a9a2ee7.jpg
Não é novidade que até nos dias de hoje, o bem-estar e o acesso a políticas públicas e sociais é algo inviável para uma grande parte da população. O bem-estar se resume em um conjunto de condições básicas que dignificam uma pessoa para viver bem em sociedade. Isso significa que muitas pessoas não possuem acesso ao básico, como saneamento básico, refeições diárias, uma cama para dormir ou medicações para tomar. 
A crise humanitária acontece quando existe uma situação generalizada de emergência, que afeta grande parte de uma comunidade, um grupo de pessoas, ou até mesmo ela por inteiro.
A crise humanitária se delimita nos grandes índices de desnutrição, contágio de doenças, emergências sanitárias, e altos índices de mortalidade. É fato que todos esses fatores trazem muito sofrimento para a população que está sujeita a essa realidade diariamente, e dentre eles, existem todos os tipos de pessoas, como crianças, idosos, adultos, homens e mulheres. As crises humanitárias deixam em evidência as principais dificuldades de um país, que nem sempre são resolvidas por políticas públicas, já que se trata de uma população marginalizada. 
O bem-estar reside em diversos níveis, que para ser alcançado idealmente é necessário a harmonia dentre todos esses aspectos. 
  • O primeiro nível são as necessidades fisiológicas básicas, tais como água limpa, comida, saneamento básico. 
  • O segundo nível se refere a necessidades de proteção e segurança, tanto física quanto psicológica. 
  • O terceiro nível inclui a necessidade do gregarismo, fazer parte de, do amor. Isso inclui amizades, relações sociais e amorosas. 
  • O quarto nível é sobre as necessidades de auto-estima, que envolvem a autovalorização, o propósito, a utilidade, a aceitação, a autoconfiança. 
  • O quinto e último nível é, por fim, a auto realização, a autonomia , o alcance de suas potencialidades e a capacidade de resolver realisticamente as situações da vida. 
É natural que as pessoas vivenciem estados de equilíbrio e desiquilíbrio durante a vida. Os desequilíbrios acarretam em necessidades que se caracterizam por estados de tensão inconscientes ou conscientes, e levam a pessoa a buscar (de forma natural) a satisfação para manter seu equilíbrio. 
É importante perceber que o conhecimento de uma pessoa a respeito de suas necessidades é limitado pelo seu próprio saber, e quando isso acontece, é ideal que se tenha pessoas habilitadas para auxiliá-la. 
O bem-estar infelizmente é muito distante para parte da população, e reconhecer nosso lugar de privilégio ao termos acesso a inúmeras coisas que nos propiciam conforto, infraestrutura, informação e saber é abrir caminhos para ajudarmos pessoas que vivem em situação vulnerável. 
Gostou do conteúdo? Compartilhe sua opinião com a gente, vamos adorar receber e fazer parte dessa troca <3

Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados